Rejeitada a urgência do PL de abuso de autoridade

O plenário do Senado Federal acaba de rejeitar, por acordo entre os parlamentares, a urgência requerida para tramitação do PLS nº 280/2016, que define crimes de abuso de autoridade. Com a rejeição da urgência, o projeto segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça, onde terá tramitação regular, inclusive com a realização de audiências públicas.

Em vista da decisão de hoje, a matéria só voltará a tramitar em fevereiro, após o recesso parlamentar.

O Presidente da AMPERJ, Luciano Mattos, e o Procurador-Geral de Justiça, Marfan Vieira, acompanharam a votação de dentro do plenário, onde fizeram contatos com vários senadores. 







Barra de navegação rápida